Movimento Paz Espírito Santo

Blog

Archive for 'Blog'

Movimento Paz ES promove o Projeto Paz Interior em Guarapari

Na última semana, o Movimento Paz Espírito Santo promoveu o Projeto Paz Interior no Centro de Turismo Social e Lazer (SESC), em Guarapari. O evento ocorreu durante a 21ª Semana Espírita, organizada pelo Instituto de Divulgação Espírita de Guarapari (Ideg), realizada no mesmo local.

O encontro, que teve como tema “A família e os desafios da atualidade”, contou com a presença de cerca de 300 pessoas por dia. Durante toda a semana, foram realizadas palestras e apresentações musicais relacionadas ao assunto.

Os residentes do Movimento Paz compareceram em grande número para prestigiarem o Paz Interior. Eles ajudaram na recepção dos convidados, realizaram coreografias e entregaram panfletos com mensagens de reflexão aos visitantes.

Também marcaram presença a presidente do Movimento Paz, Dalva Silva Souza e o diretor da instituição, Oswaldo Viola.

De acordo com a organizadora do Paz Interior, Alba Lucínia Sampaio o saldo foi positivo. “Nossos residentes se divertiram muito e foi muito bacana vê-los interagir com as pessoas que estavam presentes. Além disso, o retorno que recebemos dos participantes foi excelente. Compareceram pessoas de diversas partes do Brasil e acredito que todos saíram de lá satisfeitos e com muito aprendizado na bagagem”, afirma.

Confira as fotos aqui: https://goo.gl/XOHhMH

Posted in: Blog, Paz

Leave a Comment (0) →

Brinquedotecas auxiliam na superação de traumas

Despertar o gosto pela brincadeira através de atividades que estimulem o raciocínio lógico, a sociabilização e a superação de possíveis traumas sofridos na infância é o objetivo da Brinquedoteca, projeto realizado pelo setor de Educação do Viva Rio. O espaço desenvolve atividades lúdico-pedagógicas como jogos, teatro de fantoches, leitura e estimulação a musicalidade. Em um mês de existência, mais de 600 crianças e adolescentes já foram beneficiadas.

O projeto atua em quatro locais: CMS Rinaldo de Lamare, na Rocinha; Casa de Cultura Milton Santos, na Penha; Clinica da Família Manuel Fernandes de Araujo “Seu Neco”, na Pavuna; e Centro de Atenção Psicossocial da Infância (CAPSi) Mauricio de Souza, na Urca. Os três primeiros atendem crianças com faixa etária entre 2 e 10 anos e o último até 18 anos.

Diretora do CAPSi desde 2009, a psicóloga Maria Jacintha Costa de Franca afirmou que a Brinquedoteca contribui no atendimento dos usuários da unidade. “Uma criança não pode ficar em tratamento várias horas. É preciso que ela brinque de maneira livre, pois isso é fundamental para o desenvolvimento psíquico”.

Maria Jacintha ressaltou que, diferente do adulto, a criança nem sempre consegue usar o recurso da fala para verbalizar seus sentimentos e anseios. “O brincar é a maneira que elas têm de expressar o que está acontecendo, o que pensam do mundo e da vida”.

brinquedos2

A forma como os atendidos interagem com os brinquedos mostra que muitos desconhecem os objetos. A diretora, com mais de 10 anos de atuação em Centro de Atenção Psicossocial Infantil, informa que muitas crianças viviam internadas na própria casa, sem acesso a brinquedos e reféns da televisão. “Isso não contribuía para o desenvolvimento deles”. A unidade acompanha casos de grande sofrimento psíquico. São autistas, psicóticos, esquizofrênicos e usuários de crack.

Psicopedagoga e supervisora do projeto, Hellen Ribeiro indica que todas as ações têm com eixo principal o desenvolvimento cognitivo, sensorial, social e criativo, contribuindo para minimizar traumas psicológicos obtidos na infância. “Nesse espaço, elas são estimuladas a explorar as suas curiosidades, ajudando na sociabilização e compartilhamento de alegrias”, afirmou.

A brincadeira é essencial à saúde física, emocional e intelectual do ser humano. Para a coordenadora, brincar é apenas um jeito gostoso de aprender na medida em que é brincando que “a criança mergulha na vida sentindo-a na dimensão de suas potencialidades”. A coordenadora acrescenta que, no mundo contemporâneo, nem todas dispõem de oportunidades reais e iguais de exercerem a infância. “Nesse sentido a brinquedoteca se torna indispensável”.

brinquedos3

Outras duas brinquedotecas irão iniciar as atividades neste mês, no Complexo da Maré e entre a comunidade do Santo Amaro e Tavares Bastos. Coordenador do setor de Educação, o psicopedagogo Alex de Góes sinaliza que esta experiência tem como objetivo ser um diferencial na gestão da estratégia da Saúde da Família. “Esperamos que no ano de 2014, esta prática possa ser replicada em todas as Clinicas de Saúde da Família para que mais crianças e famílias possam ser beneficiadas”, informou.

Fonte: Viva Rio

Posted in: Blog, Inclusão Social, Notícias, Paz

Leave a Comment (0) →